Dúvida (I)

“Por que na Europa, onde o IDH é alto e investe-se muito em ciência, as universidades incentivam o uso de software livre enquanto no Brasil, um país subdesenvolvido e que investe pouquíssimo em C&T, algumas universidades gastam tantos recursos comprando licenças de sistemas operacionais?”

RAC no Ubuntu

Andando sem rumo dia desses encontrei o RAC, um programa desenvolvido pelo Aurélio Verde, the über bash, e Thobias Salazar Trevisan. Como pode ser lido na documentação do programa, o RAC é um ferramenta dedicada à extração de texto de maneira fácil e flexível, algo como a união do sed, grep, awk e cut. Alguns exemplos de uso do RAC podem ser vistos aqui.

Você pode baixar o código fonte do RAC, mas para facilitar um pouco a vida criei um pacote deb (gentilmente hospedado pelo meu amigo Cypherbios) com o checkinstall que pode ser instalado sem problemas no Ubuntu (versões Dapper, Edgy e Feisty).

E manifesto meu pedido para que o Aurélio leve este projeto em frente no seu objetivo de incluir o RAC como uma nova ferramenta nas distribuições linux.

Instalando o IRAF

 

O IRAF (Image Reduction and Analysis Facility) é um programa opensource para tratamento de imagens desenvolvido pelo NOAO. O programa é voltado para a análise de dados e redução de imagens de telescópios.

Coloquei nesta wikipage instruções como instalar a versão 2.13-b2 do IRAF no Ubuntu Feisty (i386), mas deve funcionar igualmente no Edgy e possivelmente no Dapper. Esta dica talvez seja útil para poucas pessoas, mas vale sempre o registro para futuras consultas. Os procedimentos são praticamente os mesmos encontrados aqui, apenas traduzi, corrigi alguns erros e organizei a instalação.

Agora só falta aprender a mexer nesse treco 🙂

Música livre

Não sei porque as gravadoras insitem no tal DRM, um treco ineficiente que só irrita os usuários. Mas felizmente existem alternativas criadas por pessoas com a mente aberta: um exemplo é o Jamendo.

Com o slogan “open your ears”, eles distribuem muita música sob licenças CC, todas no formato OGG. Garimpando um pouco é possível encontrar bastante coisa boa, desde artistas iniciantes até bandas que disponibilizam sua discografia completa.

Se você não vê nenhuma vantagem para um artista disponibilizar suas músicas nesse esquema recomendo que leia esta página. Além disso, está sendo testado um modelo onde parte da receita do site é distribuída para os artistas.

Ah, caso você também tenha um genericpod que só toca mp3, é possível converter arquivos ogg em mp3 facilmente utilizando o Audacity.
Para instalar no Ubuntu basta abrir o Synaptic e marcar o pacote audacity para instalação ou digite no terminal

sudo aptitude install audacity

E para ouvir qualquer player da conta do recado!

(agradecimentos ao n3t0 pela dica)